Colar tailandês: o que é e dicas para escolher | Blog Poder & Sedução

O colar tailandês ou bolinhas tailandesas é um apetrecho usado para quem pratica pompoarismo. São pequenas bolinhas interligadas por cordão basicamente.


Colar tailandês 

O colar tailandês é diferente das bolas ben wa e deve ser inserido totalmente dentro do canal para fazer um treinamento passivo. Muito usada em técnicas seculares do sexo tântrico, taoísta e hindu.

Já as bolas ben wa tem tamanhos e pesos diferentes para treino da musculatura de forma ativa.

O intuito de tê-las no canal vagina é que a própria musculatura agirá fazendo contrações, ou seja, um movimento involuntário natural. Portanto, deve-se deixar o colar tailandês na vagina por um determinado período. Tem gente que consegue mantê-lo e fazer atividades diárias, por exemplo, mas isso dependerá do estágio da prática.

Pompoarismo 

O pompoarismo é uma prática milenar datada do século 3. Além disso, é uma habilidade que requer dedicação e tempo (pode levar meses).

Os músculos são treinados com ajuda da inserção das bolas do colar tailandês, de cones também e das bolas ben wa.

Ele permite que a musculatura da pélvis e do pubococcygeus fiquem fortalecidos para ter controle para agarrar, torcer, massagear, pulsar, espremer, repelir, sugar e travar o pênis.

Com isso, inúmeros benefícios podem ser atingidos, como melhora do orgasmo, prevenir a secura vaginal, melhorar incontinência urinária, prevenir infecções, aumentar a sensibilidade da vagina, melhorar a elasticidade, promover a consciência corporal, entre outros.Como escolher o colar tailandês

São muitas opções com materiais e design diferentes a disposição no mercado. Portanto, a escolha deve ser baseada pelas dimensões do canal vaginal.

Tamanhos 

Basicamente, existem três tamanhos básicos P, M e G. Geralmente, o menor é indicado para quem nunca teve filhos e tem menos de 30 anos, mas tudo vai depender das características físicas, já que são únicas para cada uma.

Materiais 

É indicado escolher bolas de material não poroso para facilitar a higienização e não acumular sujidades. Por exemplo, silicone, metal, etc.

Ainda existem tipos feitos de cristais e pedras naturais usadas em psicoterapia sexual e sua energia promete curar traumas, aumentar a libido, entre outros. Além disso, a escolha dos materiais também influenciará no nível do domínio da técnica, já que os colares tailandeses feitos de metal são mais difíceis de segurar na vagina.

Os de silicone são mais fáceis para os iniciantes. Como eles devem ficar por bastante tempo em contato dentro da vagina, também deve-se levar em consideração esse aspecto, já que alguns tipos podem causar alergia, a exemplo do látex. Portanto, é importante escolher um com material que possa ficar em contato com as mucosas por bastante tempo.

O colar tailandês deve ser fácil de esterilizar e até colocar na água para ferver, se necessário. No entanto, existem produtos específicos no mercado para fazer a limpeza atualmente.