Bordel de boneca inflável é tendência do futuro | Blog Poder & Sedução

Existe uma grande demanda por casas de entretenimento adulto que ofereçam boneca inflável e robôs sexuais em países desenvolvidos, como Canadá, EUA, Alemanha, Japão, Reino Unido, França, Rússia, Itália, Espanha e Áustria. Essa lista apenas aumenta.

Origem da boneca inflável

Embora o Japão tenha sido o primeiro país a produzir bonecas com fins sexuais em grande escala, os primeiros inventores desse apetrecho para o prazer masculino foram os holandeses tendo como público marinheiros que passavam muito tempo no mar.

Inclusive, as primeiras versões chegaram ao Japão durante a Era Edo em um período conhecido como Rangaku (aprendizagem holandesa) e ficaram conhecidas como “viúvas holandesas”.

Mas foi somente em 1977 que a Orient Industry revolucionou o mundo com o novo conceito de bonecas infláveis, as Love Dolls.

Bordel de bonecas

Já os primeiros bordéis de bonecas infláveis da história ficavam justamente no Japão. Eram locais escondidos, pois o país trata a questão como tabu.

Apesar de não existirem documentos apontando a existência desses estabelecimentos, eles serviram de inspiração para outros proprietários espalharem o conceito pelo mundo.

Tendência do futuro

Atualmente, existem muitas casas de entretenimento adulto com bonecas e robôs sexuais disponíveis. Com a evolução da tecnologia estão ficando cada vez mais realistas e com funções variadas.

Além disso, representa um mercado aquecido e com bastante demanda. Aos poucos a tendência se espalha e mais casas são inauguradas.

O primeiro bordel do tipo chegou na Inglaterra em 2019. Duas horas com uma boneca custa 130 libras. Uma casa de Toronto cobra 120 dólares por hora e mais U$ 90.00 para meia hora adicional.

No entanto, a falta de legislação em relação a esse tipo de bordel já criou um debate internacional. Uma casa na Itália fechou após a intervenção da polícia em 2018 com alegação de infração de propriedade. Na época da inauguração as reservas estavam esgotadas.

Tecnicamente esses bordeis não são enquadrados como prostituição, mas o debate é grande já que essa tendência é nova.

Além disso, as profissionais do sexo já se posicionaram contra. Tudo por conta da concorrência considerada desleal, já que as bonecas não ficam cansadas e podem trabalhar 24/7, por exemplo.

Além disso, elas não têm limites e não precisam de consentimento, além de não ter que dividir lucros com os donos dos bordeis.

O apelo econômico é outra questão, já que os valores com as bonecas sexuais são menores em comparação com uma profissional de luxo. Já quem deseja comprar uma do tipo realística vai desembolsar algumas centenas de dólares.

Uma customizada da empresa Real Doll custa a partir de U$ 5.999. Por isso, esses bordeis são uma alternativa considerada barata para experimenta o sexo com bonecas, além de não ter o trabalho de higienização, que fica com a casa.

A boneca inflável ainda é um dos brinquedos mais vendidos do mercado erótico e a tendência do futuro são as do tipo realísticas e personalizáveis para quem puder pagar, por isso esses bordeis se tornam atrativos.